Artigos

O que é o dólar e como se tornou a moeda mais valorizada do mundo

O dólar é a moeda mais forte do mundo devido à sua história de estabilidade e confiabilidade. Após a Segunda Guerra Mundial, os EUA emergiram como a principal potência e financiaram a reconstrução de nações devastadas. O dólar, ancorado ao ouro no Acordo de Bretton Woods, se tornou a principal moeda global, mantendo sua posição dominante.
Imagem com mapa e dólares em cima para indicar moeda mais valorizada do mundo

O dólar dos Estados Unidos é uma das moedas mais poderosas e influentes do mundo, sendo amplamente reconhecido em transações globais e mercados financeiros internacionais. Mas como exatamente o dólar se tornou a moeda mais valorizada do mundo?

Nesse artigo, vamos explorar a história e os eventos que levaram o dólar a essa posição de destaque. Desde suas origens até o papel fundamental que desempenhou no cenário econômico global, examinaremos os fatores que contribuíram para a ascensão do dólar como a principal moeda de referência internacional.

Vamos mergulhar na trajetória do dólar e entender por que ele se tornou tão essencial no mundo financeiro moderno.

Invista no exterior
de forma profissional!
Conheça o #dólarstart

Aprenda tudo que você precisa para investir na maior bolsa de valores do mundo. Conheça agora o Dólar Start e saia do zero nos investimentos.

O que é o dólar?

O dólar é a moeda oficial dos Estados Unidos da América e é amplamente reconhecido como a principal moeda de reserva do mundo. Símbolo de estabilidade econômica e poder global, o dólar é também a moeda utilizada em diversas transações internacionais e investimentos financeiros em escala global.

Além de ser a moeda dos Estados Unidos, o dólar é adotado em outros países como moeda oficial, tornando-se um componente vital do comércio internacional. Neste contexto, é crucial entender não apenas a sua definição básica, mas também os mecanismos e eventos históricos que moldaram o seu status atual como a moeda mais influente do mundo.

História do dólar dos Estados Unidos

No início dos anos 1500, o termo “dollar” derivou da palavra alemã “thaler” e estava associado a uma moeda cunhada na localidade de Joachimsthal, no território que hoje representa a Alemanha.

No entanto, o dólar dos Estados Unidos começou a ganhar destaque após a Primeira Guerra Mundial, quando os EUA começaram a desempenhar um papel mais ativo no comércio internacional, desafiando a supremacia da libra esterlina britânica.

Mas foi após a Segunda Guerra Mundial que o dólar consolidou sua posição como a moeda de referência mundial. Os Estados Unidos, já claramente a principal potência econômica global, desempenharam um papel crucial na reconstrução da Europa e do Japão. Esse apoio financeiro estabeleceu o dólar como âncora cambial, dando-lhe uma influência inigualável no cenário internacional.

Como o dólar se tornou a moeda mais forte do mundo?

A jornada que levou o dólar dos Estados Unidos a se tornar a moeda mais forte do mundo é repleta de eventos históricos cruciais e mudanças econômicas significativas. A ascensão do dólar como a principal moeda de referência internacional não aconteceu da noite para o dia, mas resultou de um processo que abrangeu várias décadas.

Vamos explorar os principais marcos desse percurso e entender como o dólar conquistou seu status de moeda mais valorizada do mundo.

A primeira guerra mundial e o início do crescimento

O dólar começou a ganhar força no início do século XX, após a Primeira Guerra Mundial. A Inglaterra, que era então a grande potência mundial, havia atingido seu limite como líder econômico global, enquanto os Estados Unidos começaram a participar mais ativamente do comércio internacional. Essa mudança marcou o início da ascensão do dólar como uma moeda de importância crescente.

A segunda guerra mundial e o acordo de Bretton Woods

No entanto, foi após a Segunda Guerra Mundial que o dólar realmente se consolidou como a moeda mais forte do mundo. O Acordo de Bretton Woods, assinado em 1944, vinculou o câmbio do dólar ao ouro e estabeleceu o dólar como a principal moeda de referência para o comércio global.

Os Estados Unidos, como a principal potência econômica mundial na época, desempenharam um papel fundamental na reconstrução da Europa e do Japão, o que reforçou a sua posição como âncora cambial.

A continuidade do domínio do dólar

Mesmo após o fim do padrão-ouro nos anos 1970, o dólar dos EUA permaneceu como a moeda mais forte do mundo. Sua solidez é evidenciada pelo fato de que muitos países mantêm reservas significativas em dólares, tornando-o uma das principais reservas de valor em âmbito global.

reservas internacionais são em dólar

Como podemos ver na imagem acima, cerca de 60% das reservas internacionais são em dólar, o que torna a moeda um “tesouro” internacional e influenciando também na sua força. Além disso, a influência do dólar também se reflete em seu amplo uso em transações comerciais internacionais e como moeda de reserva em muitos países ao redor do mundo. 

dólar é a principal moeda transacionada ao redor do mundo

Podemos ver nessa outra imagem que, desde 1889, o dólar é a principal moeda transacionada ao redor do mundo, mantendo uma média de 80 a 90 porcento das transações totais no mundo. Além disso, a estabilidade do dólar faz com que seja uma escolha popular para investidores e governos como uma forma de proteger seus ativos.

Valorização do dólar

A valorização do dólar ao longo dos anos é evidenciada pelo índice DXY, que representa a taxa de câmbio ponderada em relação a outras moedas importantes. Esse índice reflete a força do dólar em comparação com outras moedas globais, como euro e libra, por exemplo

A imagem abaixo apresenta as valorizações anuais do dólar desde 1973, destacando seu desempenho sólido em relação a outras moedas estrangeiras, tornando-o uma escolha de investimento atraente e destacando por que o dólar é considerado a moeda mais forte do mundo.

valorizações anuais do dólar desde 1973

Quais países usam o dólar?

O dólar dos Estados Unidos não é apenas a moeda nacional dos EUA, mas também é amplamente aceito e usado em muitos outros países ao redor do mundo. Essa adoção generalizada do dólar como meio de troca não se limita apenas às nações que têm o dólar como sua moeda oficial.

Vamos ver quais países usam o dólar em diferentes capacidades e por que ele é tão difundido internacionalmente.

1. Países com o dólar como moeda oficial

Alguns países e territórios adotaram o dólar dos Estados Unidos como sua moeda oficial. Isso significa que o dólar é usado para todas as transações diárias, incluindo compras, pagamento de salários e impostos. Alguns exemplos notáveis incluem:

  • El Salvador: Em setembro de 2021, El Salvador se tornou o primeiro país a adotar o dólar dos EUA como moeda oficial ao lado de sua moeda anterior, o colón.
  • Panamá: O dólar é usado em paralelo com o balboa, a moeda local, e é amplamente aceito em todo o país.
  • Timor-Leste: O dólar dos EUA é a moeda oficial do Timor-Leste desde sua independência em 2002.
  • Zimbábue: Embora o dólar zimbabuano tenha sido abandonado em 2009 devido à hiperinflação, o dólar dos EUA é amplamente utilizado na economia do país.

2. Países com forte dependência do dólar

Muitos países, mesmo que tenham suas próprias moedas nacionais, dependem significativamente do dólar dos Estados Unidos em suas transações internacionais. Isso ocorre porque o dólar é amplamente aceito e considerado uma moeda estável para o comércio global.

Países como Japão, China, Arábia Saudita, Canadá, entre outros podem manter reservas substanciais em dólares para facilitar o comércio e proteger contra flutuações cambiais.

3. Uso internacional do dólar

O dólar dos EUA também é uma das principais moedas usadas em transações internacionais, comércio e mercados financeiros globais. Grandes empresas e instituições financeiras de todo o mundo frequentemente realizam transações em dólares, tornando-o essencial para a economia global. Como resultado, muitas nações mantêm reservas em dólares como parte de suas reservas internacionais.

Invista no exterior
de forma profissional!
Conheça o #dólarstart

Aprenda tudo que você precisa para investir na maior bolsa de valores do mundo. Conheça agora o Dólar Start e saia do zero nos investimentos.

Vale a pena investir em dólar?

Investir em dólar é uma escolha que muitos investidores consideram, especialmente quando desejam diversificar suas carteiras e se proteger contra a volatilidade econômica. O dólar americano tem sido historicamente considerado um refúgio seguro e uma opção de investimento atraente por diversas razões.

Primeiramente, ele oferece proteção contra a inflação, já que tende a manter sua estabilidade de valor quando a moeda local perde valor devido à inflação. Além disso, investir em dólar pode ser uma maneira eficaz de diversificar sua carteira, reduzindo o risco de perdas significativas.

Em tempos de crise, o dólar é frequentemente buscado como um ativo que mantém seu valor, o que pode proteger seu patrimônio. Além disso, ele oferece potencial para lucrar com a valorização da moeda em cenários econômicos e geopolíticos específicos.

No entanto, é importante considerar cuidadosamente seus objetivos financeiros, horizonte de investimento e riscos cambiais antes de tomar decisões de investimento.

Sumário

Invista no exterior de forma profissional!

Aprenda como investir na maior bolsa de valores do mundo.

Leo Fittipaldi
Leo Fittipaldi
Fundador da Dolarame e analista de investimentos certificado (CNPI 3214). Já foi analista de risco na maior Asset do Brasil, atuando em fundos de investimentos com alguns bilhões de reais sob gestão. Atualmente é um dos maiores especialistas em investimentos internacionais do país.

Separamos mais esses artigos para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Abrir o bate-papo
Posso te ajudar?
Olá, posso te ajudar?