Artigos

Renda passiva em dólar: Saiba como ter a sua no Brasil

Renda passiva em dólar

O mercado americano abre diversas oportunidades em relação a investimentos, entre elas, a geração de uma renda passiva em dólar – mesmo que você more no Brasil. Nos EUA existem diversas empresas que distribuem grande parte do lucro para seus acionistas, sendo uma ótima opção para o investidor que busca uma fonte de renda passiva e, além disso, ter as vantagens de dolarizar uma parte do patrimônio.

A renda passiva é o dinheiro que entra na sua conta através dos seus investimentos – geralmente advém dos dividendos pagos pelos ativos da sua carteira de investimento. Você não precisa trabalhar para receber essa fonte de renda e, muitas vezes, esse valor pode te ajudar a completar o orçamento do mês – mesmo que você ainda receba um valor baixo.

Como investir em dólar

Investir na bolsa americana se tornou extremamente simples e hoje já é possível realizar investimentos em dólar em alguns poucos passos. Basta abrir conta em uma corretora – como Avenue ou Banco Inter, por exemplo – enviar o dinheiro para sua conta e realizar o investimento. É possível fazer esse processo em menos de 10 minutos.

Investir em dólar é colocar seu dinheiro para trabalhar por você – comprando ações de empresas que estão gerando lucro e, muitas vezes, distribuindo dividendos para você. Hoje é possível comprar ações de empresas mundialmente conhecidas como Apple, Google e Microsoft. Quando você investe em empresas como essas – comprando ações delas – você passa a ter milhares de vantagens em relação a outros investidores.

Vantagens de ter uma carteira de investimentos dolarizada

Primeiramente, você se tornará sócio dessas empresas, já que detém participação acionária nelas – basicamente, uma parte do seu patrimônio estará alocado em negócios reais, que vendem produtos e serviços para clientes do mundo todo e, ainda por cima, vão te trazer uma enorme rentabilidade no longo prazo na valorização das ações. Como podemos ver na imagem abaixo, quem investiu na Microsoft há 20 anos viu seu patrimônio valorizar mais de 1250% (contabilizando os dividendos pagos pela empresa)

E se isso não for suficiente, ainda existem algumas outras vantagens quando se investe em dólar como a diversificação de investimento entre países – já que, além dos EUA é possível investir em vários outros países através de investimentos em dólar. Outra grande vantagem é a proteção do patrimônio em um país com uma economia e moeda extremamente mais fortes – sendo o dólar a moeda mais usada no mundo.

Como gerar renda passiva em dólar

Existem várias formas de criar sua renda passiva em dólar, mesmo morando aqui no Brasil. Empresas que focam no pagamento de dividendos e reits com pagamentos mensais são apenas duas das diversas opções que o mercado americano fornece ao investidor.

Investimento direto

O investimento direto consiste em fazer o processo citado anteriormente – abrir conta em uma corretora e enviar o dinheiro para o exterior através dessa conta. É a melhor forma existente, já que fazendo isso, seu dinheiro realmente será convertido em dólar e irá sair do Brasil. Através do investimento em dólar diretamente pela corretora é possível comprar ações de empresas americanas, reits e ETFs.

Ações de dividendos

Quando uma empresa já é bem consolidada no mercado e “tem pouco espaço para crescer” ela começa a distribuir boa parte do lucro em forma de dividendos para seus acionistas – já que ela não iria usar o lucro para se expandir, ela distribui esse lucro em forma de dividendo.

Exemplos de empresas que pagam bons e recorrentes dividendos: Johnson & Johnson (JNJ), Coca Cola (KO), McDonald ‘s (MCD), JP Morgan (JPM), Southern Company (SO) e várias outras.

Investir em empresas como essas é uma ótima forma de criar uma renda passiva em dólar. Vale pontuar que essas empresas pagam trimestralmente e nem todas pagarão no mesmo mês obrigatoriamente.

REITs

Outra forma excelente de gerar renda passiva em dólar é através do investimento em REITs. Os REITs basicamente são empresas que compram e alugam imóveis de diversos tipos para grandes inquilinos como FedEx e Amazon, por exemplo. Os REITs geram receita através do aluguel desses imóveis e são obrigados a distribuírem 90% do lucro anual em forma de dividendos.

Gerar renda passiva em dólar através dos REITs é como se você estivesse recebendo aluguel de imóveis, porém, os REITs irão fazer toda a parte burocrática e trabalhosa para você.

A maioria dos REITs também pagam dividendos trimestralmente mas, existem dois REITs muito conhecidos que pagam dividendos mensais, o Realty Income (O) e o Stag Industrial (STAG). Isso traz uma maior frequência para sua renda passiva, mas não significa que o pagamento trimestral seja algo ruim – e isso também não significa que os REITs com pagamentos trimestrais tendem a pagar menos.

ETFs de dividendos

Outro caminho para gerar renda passiva em dólar são através de ETFs que pagam dividendos. Essa é uma forma bastante utilizada por muitos investidores e além de te proporcionar a renda passiva, ainda te ajuda a diversificar os investimentos de forma muito mais fácil. Os ETFs são basicamente uma cesta de ações, sendo que um ETF pode investir em mais de 1.000 empresas diferentes. Ou seja, você investe em um ETF e automaticamente está exposto de forma abrangente a milhares de empresas que vão te gerar renda passiva em dólar.

O ETF SCHD por exemplo, investe em mais de 100 empresas e paga aproximadamente 3,30% ao ano em dividendos – com pagamentos trimestrais. O ETF DHS investe em mais de 310 empresas e também paga aproximadamente 3,30% ao ano em dividendos – porém, esse ETF paga mensalmente.

Existem diversos outros ETFs que pagam dividendos e o grande ponto positivo é a diversificação. Investindo através de ETFs você consegue se expor a diversas empresas de uma vez e ainda gerar uma boa renda passiva em dólar.

Tributação sobre dividendos

Um detalhe que muitos acabam não percebendo é a tributação sobre dividendos recebidos do exterior. Todos os dividendos recebidos no exterior, sejam de ações, reits ou ETFs, são tributados em 30% direto na fonte – isso quer dizer que a própria corretora já faz a tributação e o valor já cai líquido na sua conta, evitando burocracias pra você.

Se uma empresa pagar um dividendo de U$1,00 você irá receber apenas U$0,70 na sua conta – a própria corretora já irá realizar a tributação.

Mas, de qualquer forma, isso não se torna um problema para gerar renda passiva em dólar – é apenas uma informação que deve ser considerada na hora de calcular sua renda passiva.

BDRs

Outra alternativa para o investidor que deseja criar uma renda passiva é o investimento através de BDRs (Brazilian Depositary Receipts). O grande ponto negativo das BDRs é o fato de não serem negociadas em dólar – então, seu dinheiro irá continuar no Brasil e em reais (R$).

Uma BDR é um recibo de uma ação negociada no exterior. Existem BDRs da Apple, Microsoft, Google e várias outras empresas que não estão listadas aqui no Brasil. A ação é comprada em dólar por uma instituição financeira e permanece sob custódia dessa instituição. O que você compra quando investe em BDR na verdade é um título representativo daquela ação no exterior – e que irá sofrer com a variação do câmbio, já que é negociada em reais.

A BDR tende a acompanhar a valorização da mesma empresa no exterior, porém, com uma certa diferença. Enquanto uma ação da Apple cai 20%, a BDR da Apple pode cair 25% por exemplo.

Muitas pessoas investem em BDRs pela praticidade, já que não é necessário abrir conta no exterior para comprar as ações. Porém, para quem quer tirar o dinheiro do Brasil, as BDRs definitivamente não devem ser consideradas uma opção válida. Sem contar que a sua renda passiva não será em dólar como você espera, mas sim em reais – mais um ponto negativo.

Em relação à tributação, as BDRs seguem algumas regras específicas. Em caso de venda da BDR com lucro, deve ser pago o imposto de 15% sobre o lucro – e não existe isenção de R$20.000 como nas ações brasileiras, qualquer lucro em venda de BDR já é tributado. Em relação a dividendos, a isenção mensal é de até R$1.903,98 – caso passe desse valor, os dividendos são tributados seguindo a tabela progressiva do imposto de renda (de 7,5% a 27,5%).

A ideia de dolarizar patrimônio através de BDR não faz sentido algum, já que seu dinheiro continua no Brasil. Principalmente se você busca criar uma renda passiva em dólar. O certo a se fazer é abrir conta no exterior, converter o dinheiro em dólar e comprar as ações diretamente.

 Fundos de investimento

Também é possível realizar o investimento através de fundos – tanto no Brasil, em fundos de investimento que investem em dólar, quanto nos EUA, de forma direta. Como nosso objetivo principal é dolarizar o patrimônio, a melhor opção seriam os fundos de investimento diretamente em uma corretora americana.

O problema é que a maior parte dos fundos não vai distribuir dividendos, mas sim, reinvestir no próprio fundo – ou seja, sua renda passiva não vai poder ser usada da forma que você bem entender. Mais uma vez, o investimento direto em ações, reits e ETFs se prova o melhor, já que você mesmo pode escolher o que fazer com sua renda passiva em dólar.

A vantagem de investir em fundos de investimento é ter um gestor profissional fazendo tudo por você – analisando o mercado, montando estratégias, alocando o capital e entregando o retorno esperado. Porém, você perde a liberdade de escolher o que fazer com os dividendos. Se você realmente quiser ver sua renda passiva caindo na conta, o melhor caminho é o investimento direto, escolhendo as ações, reits e ETFs.

Dicas para criar sua renda passiva em dólar

Para criar sua renda passiva em dólar, existem algumas dicas que podem te ajudar muito.

A primeira delas é ter paciência. Você provavelmente não vai acordar de um dia para o outro já recebendo U$2.000 de renda passiva – a não ser que você já seja milionário. Se você está começando a investir, provavelmente irá demorar um tempo até você alcançar sua renda passiva em dólar – mas não se preocupe, isso é comum e, o que importa de verdade, é dar o primeiro passo e investir com consistência.

Além disso, você deve saber alocar seu capital de forma certa – ter uma estratégia definida e saber analisar os ativos. Não adianta você se esforçar e ter paciência sendo que está colocando seu dinheiro em qualquer empresa desconhecida que paga dividendos. Você precisa analisar essa empresa, analisar os balanços, resultados trimestrais e anuais, saber se o dividendo que ela está pagando é saudável para a saúde financeira dela e, só quando você tiver certeza de tudo isso, alocar seu dinheiro.

Existem diversas empresas que pagam dividendos absurdos para camuflar um problema muito maior internamente. Algumas nem dão lucro para pagar dividendos, outras estão envolvidas em processos judiciais e pagam dividendos para compensar o enorme risco, entre outros casos.

E por último, uma das dicas mais importantes e que pode te ajudar muito é um direcionamento profissional. Se você quer pular todo esse trabalho de analisar as empresas para saber onde investir, um direcionamento profissional vai te fazer ganhar um tempo absurdo. Com direcionamento profissional, estamos nos referindo a carteiras recomendadas. A partir do momento que você paga um profissional para que ele te diga aonde investir, ele fará todo o trabalho de análise para você e te dirá exatamente onde alocar seu capital – e, ainda por cima, te entregará relatórios completos explicando o motivo da alocação. Essa é uma das melhores formas para economizar tempo e não perder dinheiro investindo sozinho.

Perguntas frequentes sobre renda passiva em dólar

Como ter uma renda passiva em dólar?

A melhor forma de criar uma renda passiva em dólar é através do investimento direto em ações, reits e ETFs – todos negociados na bolsa americana. Você irá precisar abrir conta em uma corretora americana, mandar o dinheiro e escolher os ativos para investir – depois disso, é só esperar o ativo pagar dividendos.

Quais ativos pagam em dólar?

Todos os ativos que são negociados na bolsa americana irão pagar dividendos em dólar – sejam ações, reits ou ETFs. O ponto que o investidor deve se atentar, é se aquele ativo paga dividendos, pois existem empresas que não pagam. Exemplos de bons ativos que pagam dividendos: Johnson & Johnson (JNJ), Coca Cola (KO), JP Morgan (JPM), Realty Income (O), ProLogis (PLD)

Como fazer o dinheiro render em dólar?

Os próprios dividendos já são uma forma de retorno ao investidor e, além disso, você também terá uma rentabilidade em forma da valorização da cotação. Para ver seu patrimônio rentabilizando em dólar, basta alocar seu capital de forma consciente em ativos de qualidade na bolsa americana

Sumário

Invista no exterior de forma profissional!

Aprenda como investir na maior bolsa de valores do mundo.

Leo Fittipaldi
Leo Fittipaldi
Fundador da Dolarame e analista de investimentos certificado (CNPI 3214). Já foi analista de risco na maior Asset do Brasil, atuando em fundos de investimentos com alguns bilhões de reais sob gestão. Atualmente é um dos maiores especialistas em investimentos internacionais do país.

Separamos mais esses artigos para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

O Dólar Pro está de VAGAS ABERTAS!

Se você quer de uma vez por todas aprender a analisar qualquer empresa na bolsa americana, encontrar as melhores oportunidades e ganhar cada vez mais dinheiro em dólar, essa é a oportunidade que você estava esperando.
Aprenda no Dólar Pro a fazer valuation e calcular o valor justo dos ativos, como fazem os maiores investidores da história.
R$ 1100,00 DE DESCONTO POR TEMPO LIMITADO
Dias
Horas
Minutos
Segundos
Abrir o bate-papo
1
Posso te ajudar?
Olá, posso te ajudar?