Como criar uma carteira de ETFs na prática

Por Dolarame

Entenda como criar uma carteira de ETFs no passo a passo

Investir em ETFs é uma excelente estratégia

Economia de tempo, facilidade na escolha de ativos e desempenho de acordo com a média do mercado, essas são as principais vantagens de investir por meio deles.

Estratégia de preguiçoso?

Já vi investidores dizendo que investir somente por ETFs é coisa de preguiçoso, será mesmo que é? Te provo que não, é algo extremamente inteligente de se fazer.

Preste atenção nos números

O retorno médio do S&P500 nos últimos 10 anos é de 15% ao ano em dólar e nos últimos 20 anos também 15%. Mais de 85% dos fundos não batem esse retorno!

Só comprando ETFs que replicam o S&P500 você terá sucesso no longo prazo

Claro que é uma estratégia excelente, mas que pode ser melhorada tendo outros ativos em carteira, por exemplo, no setor de tecnologia, semicondutores, carros etc.

Divisão de uma carteira de ETFs

Eu colocaria no mínimo 50% em uma opção com baixas taxas e replicando o índice geral da bolsa americana, VOO, por exemplo. O restante colocaria em outros ETFs.

Dentro dos outros colocaria...

Semicondutores são extremamente importantes para sociedade atual e tendem a crescer, computação em nuvem é outro setor que vejo muito potencial e também saúde.

Percentual por ETF

Um exemplo teórico seria: 50% em S&P500, 10% em semicondutores, 10% em nuvem, 10% em tecnologia no geral, 10% em saúde e 10% em varejo eletrônico.

Existem muitos setores com crescimento esperado

Inteligência artificial é um deles, por exemplo! Se você quer conhecer novos setores e opções de investimento, eu te convido a se tornar meu aluno e aprender comigo.

Posso te guiar do zero até o avançado

Sou investidor da bolsa americana há mais de 4 anos e tenho mais de 1.000 alunos satisfeitos, se quiser se tornar o próximo, clique no link abaixo e bora dolarizar juntos!